Como se defender de uma ação judicial por fraude imobiliária?

Se um caso de fraude imobiliária for aberto mais de quatro anos após a ocorrência da fraude
No Texas, por exemplo, se um caso de fraude imobiliária for aberto mais de quatro anos após a ocorrência da fraude, o caso deve ser encerrado para sempre.

A fraude imobiliária pode assumir várias formas e ser julgada em vários tribunais. Em casos criminais, a fraude imobiliária pode assumir a forma de esquemas proibidos por estatutos criminais estaduais ou federais. Por exemplo, a fraude patrimonial ocorre quando alguém rouba as informações pessoais de outra e usa essas informações para obter uma hipoteca ou outro empréstimo imobiliário. Em casos civis, a fraude imobiliária geralmente assume a forma de fraude contratual. Se você está sendo acusado de um crime, nunca deve ter que se defender, porque geralmente um advogado estará à sua disposição. Portanto, se você for processado em tribunal civil no caso de fraude contratual relativa a uma transação imobiliária, você pode se defender respondendo ao processo com eficácia, preparando-se para o tribunal e indo a julgamento.

Parte 1 de 3: respondendo ao processo

  1. 1
    Analise a reclamação. Você saberá que foi processado assim que receber uma reclamação e intimação. O serviço ocorre quando o autor (ou seja, a parte que está processando você) lhe dá uma cópia da ação e pede que você responda. A reclamação que você receber definirá por que você está sendo processado, o que é acusado de fazer e como o reclamante deseja que o caso seja resolvido. No seu caso, a reclamação alegará que você cometeu uma fraude imobiliária contra o reclamante e que você deveria pagar a ele ou ela os danos. Embora existam muitas formas de fraude imobiliária (por exemplo, resgates de execução hipotecária, eliminações de hipotecas, esquemas de espantalho), a mais comum de que você provavelmente será acusado está relacionada ao direito contratual.
    • De acordo com a maioria dos estatutos estaduais, a fraude imobiliária consiste em uma falsa representação de um fato relevante feita para induzir uma pessoa a celebrar um contrato, quando essa falsa representação é invocada por essa pessoa ao celebrar o contrato. Além disso, a fraude imobiliária geralmente pode ser demonstrada quando há uma falsa promessa de praticar um ato quando a falsa promessa é material, feita com a intenção de não cumpri-la, feita a uma pessoa com o objetivo de induzi-la a entrar em um contrato, e invocado por essa pessoa para celebrar esse contrato.
    • Depois de ler a reclamação, certifique-se de ler a intimação, que dirá quanto tempo você tem para responder à ação. Cada estado terá regras diferentes, mas geralmente você terá cerca de 30 dias para responder após receber a reclamação.
  2. 2
    Contrate um advogado. Assim que examinar a reclamação, você deve considerar a contratação de um advogado qualificado para ajudá-lo no tribunal. Litigar um caso pode ser complexo e demorado e um advogado está bem equipado para ajudá-lo nesse processo. Para contratar um advogado, entre em contato com o serviço de indicação de advogados da ordem dos advogados do seu estado. Depois de responder a algumas perguntas gerais sobre seus problemas jurídicos, você entrará em contato com alguns advogados qualificados em sua área. Assim que tiver as informações de contato de cada advogado, ligue e marque as consultas iniciais.
    • Uma consulta inicial é uma reunião para discutir seu caso com cada candidato enquanto avalia seu nível de conforto com eles. Certifique-se de perguntar sobre os antecedentes pessoais do advogado, que pode incluir há quanto tempo ele exerce a prática, se já lidou com casos semelhantes ao seu e se teve sucesso em defender ações como a sua. Você também deve fazer perguntas específicas sobre o seu caso, que podem incluir possíveis defesas, compromissos de tempo e suas chances de não ser responsabilizado. Antes de sair, certifique-se de entender como cada advogado cobra por seus serviços.
    • Depois de concluir as consultas iniciais, analise as credenciais de cada candidato e contrate aquele com o qual você se sentir mais confortável. O advogado que você contrata deve ser confiável, honesto e zeloso.
  3. 3
    Construa seu caso. Depois de contratar um advogado, ou assim que decidir que irá julgar o caso por conta própria, você precisará começar a construir seu caso. Veja a lei aplicável sob a qual você foi processado e considere a melhor maneira de se defender. As defesas contra a responsabilidade por fraude imobiliária assumem muitas formas e podem protegê-lo de muitas maneiras. Essas defesas precisarão ser aumentadas em sua resposta. Por exemplo, algumas das defesas legais mais comuns à fraude imobiliária incluem:
    • Defesas processuais, que são reivindicações que você fará se achar que o reclamante fez algo errado ao abrir o caso. Algumas dessas defesas apenas irão paralisar o caso, enquanto outras podem encerrá-lo para sempre. Por exemplo, se você apresentar a defesa de que o querelante não apresentou uma causa válida para a ação, um juiz provavelmente encerrará o caso, mas permitirá que o querelante o reenvie. No entanto, se você apresentar uma defesa do estatuto de limitações, um juiz pode encerrar o caso para sempre. No Texas, por exemplo, se um caso de fraude imobiliária for aberto mais de quatro anos após a ocorrência da fraude, o caso deve ser encerrado para sempre.
    • Defesas elementares, que são alegações de que o autor não pode provar um ou mais elementos da fraude. Se você levantar com sucesso uma dessas defesas, o reclamante perderá. O autor é obrigado a provar todos os elementos de fraude para ganhar uma ação judicial. Por exemplo, se você puder provar que a declaração falsa não era relevante ou que o querelante não se baseou nela, o tribunal decidirá em seu favor.
    • Defesas de danos, que são alegações de que o reclamante, se puder provar todos os elementos da fraude, não deve ser capaz de cobrar tanto quanto está pedindo. Em um caso de fraude, os danos incluirão danos reais, danos exemplares (danos destinados a punir o réu) e honorários advocatícios. Por exemplo, danos exemplares só estão disponíveis se a fraude foi cometida com conhecimento real (ou seja, você mentiu propositalmente). Portanto, se você puder provar ao tribunal que não mentiu de propósito, poderá obter a redução de qualquer sentença contra você.
    A fraude imobiliária geralmente assume a forma de fraude contratual
    Em casos civis, a fraude imobiliária geralmente assume a forma de fraude contratual.
  4. 4
    Elabore sua resposta. Quando você souber quais defesas levantará com base no que o reclamante alegou em sua reclamação, você precisará responder à ação preparando uma resposta. Uma resposta é uma resposta formal à reclamação que levanta suas defesas no processo. Além de levantar defesas, você também responderá a cada uma das alegações do querelante, declarando se as admite ou nega. As respostas devem ser escritas em papel de apelo, que é um tipo específico de papel que geralmente pode ser encontrado online.
  5. 5
    Faça uma reclamação cruzada. Além de apresentar uma resposta, você também pode optar por apresentar uma reclamação cruzada. Você apresentará uma reclamação cruzada se acreditar que o querelante é realmente culpado por algo que surge da mesma causa de ação pela qual você está sendo processado. No entanto, você não pode usar esta oportunidade para processar o reclamante por algo completamente não relacionado à fraude.
    • Por exemplo, se você acredita que o querelante foi realmente aquele que o induziu de forma fraudulenta a entrar na transação imobiliária, pode optar por registrar uma reclamação cruzada que alega que o querelante cometeu fraude.
  6. 6
    Arquive sua resposta. Quando terminar de redigir seus documentos responsivos, você precisará arquivá-los junto ao escrivão dos tribunais do mesmo tribunal em que o requerente apresentou o caso. Quando você arquivar sua resposta, ela será carimbada como "arquivada" assim que você pagar a taxa de arquivamento. Se você não puder pagar a taxa de depósito, pode pedir ao tribunal que a renuncie, mas terá que provar que pagá-la causaria dificuldades financeiras.
    • A taxa de arquivamento cobrada varia de acordo com o estado em que você vive e o tipo de tribunal em que seu caso foi aberto. Na Califórnia, por exemplo, as taxas de depósito podem variar de 280€ a 320€. uma reclamação cruzada, pode ser cobrada uma taxa adicional.
    • Certifique-se de enviar sua resposta antes do prazo estipulado na intimação. Caso contrário, poderá receber uma sentença à revelia contra você.
  7. 7
    Sirva o demandante. Depois de apresentar sua resposta à ação do reclamante, você terá que entregar uma cópia ao reclamante. Para isso, peça a alguém com idade igual ou superior a 18 anos, que não tenha relação com o caso, que dê a resposta ao demandante pessoalmente ou pelo correio. Assim que o queixoso for notificado, certifique-se de que obtém do servidor um formulário de prova de serviço assinado. Este formulário terá de ser apresentado ao tribunal para provar que realmente prestou serviço ao queixoso.

Parte 2 de 3: participando de ações pré-julgamento

  1. 1
    Conduza a descoberta. A descoberta é uma das primeiras etapas do litígio após a troca das peças processuais. Durante a descoberta, você e o reclamante trocarão informações a fim de se preparar para o julgamento. Você será capaz de entrevistar testemunhas, reunir documentos, ver o que o outro lado vai dizer e descobrir o quão forte é o seu caso. Para fazer isso, você poderá usar as seguintes ferramentas:
    • Descoberta informal, que pode incluir entrevistar testemunhas, reunir documentos disponíveis ao público e tirar fotos.
    • Depoimentos, que são entrevistas pessoais com testemunhas e o autor. Essas entrevistas são realizadas sob juramento e as respostas podem ser usadas em tribunal.
    • Interrogatórios, que são perguntas escritas feitas às testemunhas e ao autor. As respostas devem ser apresentadas sob juramento e podem ser utilizadas em tribunal.
    • Pedidos de documentos, que são pedidos formais ao queixoso solicitando documentos que de outra forma não estão disponíveis ao público. Exemplos de documentos comuns incluem e-mails, mensagens de texto e memorandos.
    A fraude imobiliária pode assumir a forma de esquemas proibidos por estatutos criminais estaduais
    Em casos criminais, a fraude imobiliária pode assumir a forma de esquemas proibidos por estatutos criminais estaduais ou federais.
  2. 2
    Apresente uma moção para julgamento sumário. Assim que a descoberta for concluída, você deve considerar a apresentação de uma moção para julgamento sumário, que, se bem-sucedida, encerraria parte ou todo o litígio imediatamente. Para ser bem-sucedido, você terá que persuadir o tribunal de que não há questões genuínas de fato relevante e que você tem direito a ser julgado por uma questão de direito. Em outras palavras, você terá que mostrar ao tribunal que, mesmo que todas as suposições factuais sejam feitas em favor do demandante, você ainda ganhará. Você pode enviar evidências e declarações para ajudar a defender seu caso.
    • Sua moção para julgamento sumário deve incluir defesas absolutas contra fraudes que você acha que podem ser bem-sucedidas. Por exemplo, se você acha que o querelante não tem evidências suficientes para mostrar que ele ou ela confiou em sua declaração falsa, traga isso aqui.
  3. 3
    Tente resolver. Se sua moção para julgamento sumário não for bem-sucedida, pode ser uma pista que você deseja resolver. Ir a julgamento envolve um grande comprometimento de tempo e muito dinheiro. Para evitar julgamento, sente-se com o reclamante e discuta uma possível solução. Se você não conseguir chegar a um acordo sozinho, considere tentar o seguinte:
    • Mediação, que ocorre quando um terceiro neutro se senta com você e o autor da ação para tentar encontrar um terreno comum. O terceiro estará presente durante as negociações, mas não tomará partido nem expressará opiniões.
    • Arbitragem, que ocorre quando um terceiro age como um juiz. Você e o demandante terão a oportunidade de apresentar seu caso ao árbitro. Depois disso, o árbitro tomará partido e expressará sua opinião.
  4. 4
    Participe da conferência pré-julgamento final. Se você não chegar a um acordo, deverá comparecer a uma conferência pré-julgamento final antes do início do julgamento. Nessa reunião, você e o reclamante se sentarão com o juiz e discutirão as questões que precisam ser resolvidas no julgamento. O juiz criará um roteiro de julgamento e um cronograma com base no que cada parte disser durante a conferência. Portanto, é importante que você levante todas as questões possíveis que deseja discutir no julgamento. Se você não levantar uma questão, talvez não consiga levantá-la no julgamento.

Parte 3 de 3: ir ao tribunal

  1. 1
    Faça uma declaração de abertura. O julgamento começará com cada parte dando uma declaração de abertura. O querelante irá primeiro e você seguirá. Em alguns estados, você pode optar por esperar até que o reclamante termine de apresentar seu caso. Sua declaração de abertura deve fornecer ao tribunal um histórico factual sobre o caso e fornecer um roteiro do julgamento. Você deseja que sua declaração deixe claro que o reclamante não pode provar seu caso e que você vencerá. No entanto, não discuta nenhuma evidência em particular e não torne as coisas confusas.
  2. 2
    Inquirir as testemunhas do queixoso. Após as declarações de abertura, o reclamante apresentará seu caso ao tribunal. Depois que o querelante questionar cada uma de suas testemunhas, você terá a oportunidade de interrogá-las. Durante o interrogatório, você fará perguntas às testemunhas do querelante para tentar desacreditar seu depoimento ou pegá-lo em uma mentira. Por exemplo, suponha que uma testemunha afirmou durante o exame direto que não estava ciente de um telhado com goteiras. No entanto, quando você depôs a mesma testemunha antes, eles afirmaram que sabiam do telhado com goteiras. Durante o interrogatório, você gostaria de trazer à tona as declarações das testemunhas feitas durante o depoimento.
    A reclamação alegará que você cometeu uma fraude imobiliária contra o reclamante
    No seu caso, a reclamação alegará que você cometeu uma fraude imobiliária contra o reclamante e que deverá pagar-lhe os danos.
  3. 3
    Apresente seu caso. Quando o reclamante descansar e terminar de apresentar o caso, você terá a oportunidade de apresentar o seu. Para apresentar seu caso, chame testemunhas para depor e ofereça provas na forma de depoimentos e provas físicas. Todas as evidências que você apresentar ao tribunal devem cumprir as regras locais de evidências, que geralmente podem ser encontradas no site do tribunal.
    • Depois de fazer perguntas a cada testemunha, o querelante terá a oportunidade de interrogá-las. Esteja ciente disso e tente preparar cada testemunha para possíveis perguntas de interrogatório.
  4. 4
    Entregue um argumento final. Depois de apresentar seu caso e descansar, cada parte apresentará um argumento final para encerrar o julgamento. O querelante irá primeiro e você seguirá. Durante sua argumentação final, você desejará amarrar todo o caso e reiterar o fato de que você não é responsável. Aponte para evidências específicas que realmente o ajudaram no julgamento e enfatize-as. Use esse tempo para se conectar com o tribunal e fazer um último apelo.
  5. 5
    Aguarde o veredicto. Quando o julgamento for concluído, o investigador (ou seja, o juiz ou júri) levará algum tempo para deliberar e considerar as evidências apresentadas. Quando o investigador chegar a uma conclusão, ele apresentará seu veredicto no tribunal. Se você ganhar, não será considerado responsável e não terá que pagar ao demandante quaisquer danos por fraude imobiliária. Se você for considerado responsável, deverá pagar o valor declarado no veredicto. Se você não concordar com o resultado, poderá recorrer a um tribunal superior.
Aviso Legal O conteúdo deste artigo é para sua informação geral e não se destina a ser um substituto para consultoria jurídica profissional ou financeira. Além disso, não se destina a ser invocado pelos usuários na tomada de quaisquer decisões de investimento.
Este site usa cookies para analisar o tráfego e para personalização de anúncios. Ao continuar a navegar neste site, você indica que aceita o uso de cookies. Para mais informações visite nossa Política de Privacidade.
FacebookTwitterInstagramPinterestLinkedInGoogle+YoutubeRedditDribbbleBehanceGithubCodePenWhatsappEmail